Loading
Loading

Projetos na Comunidade

Comunidade e entre-ajuda

Queremos partilhar informação desenvolvida por autistas, para autistas. Durante muitos anos a informação foi desenvolvida a partir da ideia do que o Autismo era para não autistas, e não da perspetiva dos autistas em si. Em vez de nos focarmos em normalizar o autista, focamos-nos em apoiar no desenvolvimento da vida independente e melhoria da qualidade de vida. Queremos aumentar o sentido de comunidade para todos os autistas, as suas famílias, e especialistas em Portugal.

Grupos de Apoio

Temos aos fins-de-semana grupos de apoio gratuitos, um para autistas, e um para familiares e terapeutas. Cada encontro tem um tema, onde pode fazer perguntas ou partilhar a sua experiência. Por vezes também temos pequenas reuniões informais para apenas conversar.

 

 

Autismo Data

Queremos juntar o maior número de dados possíveis sobre adultos autistas que residam em Portugal. Todas as crianças um dia tornam-se adultos, e precisamos compreender como melhorar o apoio durante toda a vida. Fizemos questionários sobre a qualidade de vida de autistas adultos, empregabilidade, educação, seletividade alimentar, entre outros, baseados nos estudos internacionais mais recentes, para compreender as necessidades dos autistas em Portugal.

Estudos sobre Autismo

Muitos dos estudos desenvolvidos no passado foram focados na cura ou normalização do comportamento autista, na perspetiva de pessoas não autistas. Nos últimos anos, a comunidade científica começou a incluir autistas adultos e crianças no desenvolvimento de investigação, para garantir que conseguimos redirecionar o apoio para o que os autistas realmente precisam.
Os estudos costumam ser muito focados na parentalidade, e pouco na perspetiva interna do autista.

Se trabalhar em investigação na área do Autismo, desenvolvemos um Guia (aqui) sobre algumas dicas de como incluir os autistas na sua investigação.
Se for autista e designade mulher á nascença, pode ajudar, de momento, no estudo “The Female Burden”:

Inclusão Sensorial

Uma das características mais comuns nos autistas e a hipersensibilidade a determinados estímulos externos. Quando falamos de acessibilidade, falamos muito da acessibilidade física a edifícios, mas raramente se fala de inclusão sensorial, e garantir que os autistas conseguem aceder a locais públicos e estabelecimentos para garantir a vida independente e qualidade de vida qua merecem.

Se quiser falar connosco sobre acessibilidade e inclusão sensorial no seu negócio, contacte-nos em geral@vozdoautista.pt

Parcerias

Desenvolvemos parcerias com ativistas autistas internacionais e nacionais, famílias de autistas, organizações, comunidade científica e especialistas na área, para traduzir e expandir para Portugal soluções, informação e projetos internacionais que podem ajudar os autistas em Portugal. Se tiver interesse em fazer parceria connosco, envie contacte-nos para geral@vozdoautista.pt

Sexualidade e Consentimento

Para os autistas, a educação sexual precisa de ser mais do que a mecânica do sexo. Deve ser sobre como flirtar, desenvolver relacionamentos saudáveis, sexo seguro, hipersensibilidades durante o sexo, consentimento e autonomia corporal. Adultos com autismo ou deficiência intelectual precisam de lugares seguros para fazerem perguntas honestas e sem vergonha. A Associação Portuguesa Voz do Autista esta agora a preparar webinars online gratuitos nos seguintes tópicos:

Consentimento, Limites pessoais em diferentes relacionamentos, Encontros e flirtar, Orientação sexual e identidade de género, Como desenvolver relacionamentos, Relacionamentos saudáveis versus abusivos, Alexitimia e identificar sentimentos e vontades, Ensinar como nos respeitarem, e como respeitar os outros, Puberdade e dinâmica social, Comportamentos inapropriados, Masturbação e autorregulação

Formações disponíveis e personalizadas

Se tiver interesse em organizar qualquer das nossas formações, por favor contacte geral@vozdoautista.pt.

Estamos também disponíveis para desenvolver formações personalizadas de acordo com as necessidades e tempo de formação do que precisar.

 

Formações a entidades públicas para situações de emergência

Queremos formar autoridades publicas, como serviços de emergência, policia, ou outras autoridades que estão em contacto com o público, para saberem como agir em caso de emergência, de uma forma segura para o autista, e para a pessoa em questão.