Loading
Loading

Filmes passados na secundária (2016-2019), de André Baptista

Filmes passados na secundária (2016-2019)

Filmes

10º ano

 

Linha Mortal (1990) (filosofia). Este livro está no manual. Foi a primeira longa-metragem que vimos. Normalmente, os alunos vêm primeiro o Matrix em filosofia, mas não vimos. É sobre cientistas da faculdade que fazem experiências com corpos de pessoas vivas para saber se há vida após a morte. Achei o filme abominável e saí poucos minutos depois.

Colisão (2004) (filosofia). Também está no manual. Vimos no âmbito da matéria dos valores. É sobre tensões sociais e raciais em Los Angeles. Depois de ler a descrição eu saí, acho que cheguei a espreitar o auditório e eram horrorosas as imagens e a escolha. 

 

A Missão (1986) (história). Sobre as missões dos jesuítas. Não vimos tudo, não me incomodou tanto, talvez por ter referências aos exploradores portugueses e pela professora ficar admirada com a minha participação, apesar de ser só o começo. À minha mãe mexe-lhe com os nervos. 

A Gaiola Dourada (2013) (geografia). Vimos tudo. Pelo que a professora disse, fiquei com algum receio de ir a Paris, por desconhecer muita coisa do mundo, mas ainda é o meu sonho atual visitar a cidade. Mas só vou de fato e bigode à Clark Gable.

Robô & Frank (2012) (inglês).  Este filme está no manual de inglês, no âmbito da matéria da tecnologia. Sobre um ladrão de jóias aposentado que faz amizade com um robô. Não foi o mais horrendo que já vi, mas senti que era melancólico, pois aborda o tema da demência. Julgo termos visto tudo ou uma boa parte. Está no livro também. Tem dois atores que entraram juntos num filme que eu gosto e terá continuação (James Marsden e Susan Sarandon). 

Grito de Revolta (1995) (inglês) História verídica do poeta Jim Carroll. A professora avisou-nos que o filme era pesado em termos de imagem e linguagem, disse que quem quisesse podia sair. Eu fui o único que saiu e tive de fazer um esforço para não me chatear com o meu melhor amigo, que ficou para ver. A professora continua a mostrar aos alunos, apesar de ter transitado de agrupamento. É das únicas professoras que me lembro de avisar quando mostra um filme e dizer que quem quiser pode sair.

11º ano

   

 

Colisão (2004)  (inglês)  Quando demos o multiculturalismo (também no manual de inglês há um texto sobre o tema com uma menção ao filme) vimos novamente o filme e eu tive de sair. Lembro-me de dizer aos meus colegas que o poster projetado era brasileiro porque dizia “roteiro original” e eles perguntaram como nós dizíamos e eu disse que nós dizemos “argumento”, só não me lembro em qual das disciplinas isso foi.

Vatel (2000) (história) Vimos no âmbito da matéria do Antigo Regime e adorei, apesar de termos visto na versão italiana e de uma cena com sons severamente irritantes. Tem um ator que adoro (Timothy Spall).

Amistad (1997) (história) Vi e também adorei como todos os filmes que vi com a professora de história do décimo primeiro mostrou, apesar da temática deste, talvez pelo realizador ser asperger como o meu melhor amigo e ter coração, ao contrário da minha irmã mais velha.

O Nome da Rosa (1986) (filosofia). Vimos um bom bocado, mas fez-me imensa impressão as cenas de tortura violentas. Estava-me a sentir obrigado. Pensei que a professora não tinha avisado e ela disse-me anos depois que avisou e vai avisando sempre que passa o filme. No terceiro filme da saga Indiana Jones gostei da frase “Nice Landing” do Sean Connery. 

O Clube dos Poetas Mortos (1989) (filosofia) Só me lembro de algumas coisas, não tive tempo de apreciar bem o filme. Tenho imagens que provam que vi o filme mais tarde, mas já não me lembro de nada. Quando espreitei imagens talvez me tenha lembrado mais. Em geral, filmes com escolas não são o meu forte, e este principalmente, fez-me odiar poesia e literatura.

Um Peixe Fora de Água (2004) (português) A professora pediu sugestões de filmes sobre o mar e eu levei alguns filmes. O Navegante de Buster Keaton, era mudo e o Um Barco e Nove Destinos de Alfred Hitchcock o DVD não tinha legendas em português. Vimos o filme do Wes Anderson, não vimos tudo. Mas não gostei, porque o meu pai disse-me que não tinha asneiras, por ter gostado do Moonrise Kingdom e eu fiquei chocado por ter bastantes. Não fiquei com grande impressão do Wes Anderson, tirando o Fantástico Senhor Raposo e talvez o Ilha dos Cães, pensei que fazia filmes “Disney”, quimeras..

Brilhantina (1978) (português) Lembro-me bem de ver, não me importei tanto, mas, sinceramente, não entendo porque razão este filme foi mostrado nesta disciplina.

As Sufragistas (2015) (história) Vi, segundo o registo do meu e-mail, no dia 9 de maio de 2018, e adorei. Fui logo investigar a história verídica da mulher que tenta colocar o cartaz no cavalo e morre espezinhada. 

Os Maias: Cenas da Vida Romântica (2014) (português). Não me lembro de absolutamente nada da longa, pois acho o livro muito arrastado e chato mesmo. Este filme dispensa totalmente apresentações, na minha opinião.

 

Em Nome da Amizade (2007) (filosofia) O único filme que vi todo em filosofia. Fez-me imensa impressão e é muito triste, um pai que perde a família nas Torres Gémeas. Estava a fazer um grande sacrifício. Ao contrário das outras pessoas, gostei do Don Cheadle no Space Jam 2 e vi o Hotel Para Cães. Mas recusei-me a ver o Miles Ahead, apesar de adorar jazz.

 

Tempos Modernos (1936) (História) – Um dos meus filmes preferidos de sempre. Lembro-me que a professora não me deixou dizer em que parte do filme tínhamos ficado quando parámos a meio no fim da aula.

Race: Dez Segundos de Liberdade (2016) (educação física) História verídica do atleta Jesse Owens. Não tenho a certeza se foi no décimo ou décimo primeiro. Vimos tudo, eu lembro-me de ver este filme anunciado. 

12.º ano

Tempos Modernos (1936) (sociologia) Vimos no início do ano. Lembro-me perfeitamente que a professora disse-nos para vermos o filme com olhos mais adultos, mas já não me recordo bem do resto. 

A Testemunha (1985) (sociologia) Penso que vi o início e fiquei traumatizado. Pelos papéis que sobraram na altura de que me desfiz, ainda preenchi uma ficha de apreciação, mas a professora não se recorda se eu saí a meio e eu não me lembro do resto do filme. Este filme é recomendado pelo programa do 12.º. Segundo a professora, foi no dia 19 de março de 2019 que o filme foi exibido. Quando fui espreitar, lembrava-me melhor da banda sonora e dos efeitos sonoros.

O Menino Selvagem (1970) (psicologia) A professora continua a mostrar nas aulas. Vi cenas e também fiquei horrorizado, pelo que me lembro. A professora também não consegue confirmar se saí da sala, só sabe que, como sempre, avisa e vai avisando do conteúdo dos filmes projetados e que se eu tivesse saído se lembraria do ocorrido. Quando tentei ver, novamente, o som é que me chamava mais a atenção.

Freud, Além da Alma (1962) (psicologia) Não quis ver, perguntei ao meu melhor amigo, Diogo, sobre o filme e ele não soube responder-me. Apaguei esse e-mail. Uma amiga minha diz que deve ser maçante. 

Realizar o Impossível (2012) (educação física) História verídica do surfista Jay Moriarity. Também não vi. Depois, como era o único filme que o Diogo se lembrava, resolvi ver no dia do batismo de Surf e arrependi-me de não ter visto na altura, mas também não me concentrei.

Documentários

10º Ano

Cosmos (2014) (geografia) Muito instrutivo. Já esteve na Disney+.

A Inundação da Terra (2016) (geografia). Sobre as mudanças. Vimos tudo. Também está na Disney+.

11º Ano

Grandes Livros (2009) (português) Episódio da série documental da RTP Ensina dedicado à obra Amor de Perdição. Eu na altura falei do Camilo Castelo Branco A professora era calma e valorizou a minha participação e empenho. 

Quem Semeia Vento (2011) (geografia) Um episódio da Grande Reportagem da SIC sobre as exportações e importações. No âmbito da matéria da agricultura portuguesa. Na altura estava a gostar da matéria porque gosto da disciplina de GEO. 

Penso que em história vimos vídeos com voice-over, não lembro quais.

 12º ano

 

Segundo a professora de sociologia, vimos os Documentários Como era Portugal Antes da Democracia? e um episódio de Portugal: um Retrato Social (2007). Eu não me recordo absolutamente nada de ver isto na aula. Também me disse que eu podia ver o mais recente documentário Nós, os Portugueses. O meu melhor amigo disse-me que se lembra de ter visto na aula.




Curtas-metragens

 

11.º ano

 

Quando demos as migrações, vimos a curta O Emigrante (1917) de Charles Chaplin em história. Lembro-me que a professora teve dificuldade em arranjar no YouTube um vídeo com uma música de fundo aceitável (uma até tinha jazz) e que quando eu reconheci que um dos figurantes era russo, a prof. perguntou como eu sabia e eu respondi que era por causa do chapéu. Mas não me lembro se vimos a curta inteira, infelizmente.


Animações

                                                    10º ano

 

 

A primeira  animação que vimos foi um stop-motion claymation sobre a Alegoria da Caverna no início do secundário, The Cave: An Adaptation of Plato ‘s Allegory (2008), feito em argila. Penso que foi o primeiro filme que vimos na secundária, por ser sobre a matéria que é.




No décimo ano vimos uma animação sobre o ser humano e as suas relações com o mundo natural feita pelo ilustrador Steve Cutts de 2012. Os meus colegas imediatamente fizeram associação de ideias com o filme Wall-E e Harry Potter.

 

Também sugeri passar uma animação sobre a preservação do meio ambiente da campanha “Money” da WWF Brasil de 2007 e a professora passou. Lembro-me desta animação ser enviada por e-mail à minha mãe quando eu ainda era pequeno. Sugeri mostrar também alguns vídeos antigos da Microsoft Encarta sobre fenómenos naturais e a professora aceitou, assim como nas aulas da escola anterior. Os vídeos ainda estavam no YouTube no ano que tivemos aula, se não estou enganado, e alguns ainda estão.




Também vimos uma animação da TED-Ed de 2014 feita em croché sobre porque não usamos energia solar. Gosto de crochê, mais do que tricô, graças à minha mãe. 

 

Videoclipes



Em duas aulas de filosofia do décimo ano vimos os videoclipes da música “Imagine” do John Lennon (1971) e “Clint Eastwood” dos Gorillaz (2001).  Eu lembro-me de ajudar a colocar os videoclipes e a professora perguntar-me se podíamos ver os clipes.

 

Filmes que quase vimos 

 

Também eu estive para sugerir o filme Milhões (2004) para entrar no tema da União Europeia em geografia, um filme sobre a adesão do Reino Unido à Eurozona. Emprestei o DVD à professora. Estava com essa ideia desde o começo do ano. Infelizmente dois feriados e aulas de preparação para o exame impediram-nos de ver um filme decente, segundo a professora. Mas penso que pode ter sido também outra razão.




Estivemos para ver o Diabo Veste Prada (2006) no segundo ano do secundário, quando demos a moda em inglês, mas acabámos por não poder ver, desconheço o motivo. Mais tarde vi com o meu pai, mas não lembrava sequer que o tinha visto, mesmo que ele dissesse que eu o vi. Tivemos que o rever no Star (dentro da Disney+) quando o serviço foi lançado.




Observações:

 

Filmes em que saí: Linha Mortal; Colisão; Grito de Revolta; O Menino Selvagem(?); A Testemunha(?); Freud, Além da Alma; Realizar o Impossível. (7?)

 

Filmes que vi tudo: A Inundação da Terra; A Gaiola Dourada; Race: Dez Segundos de Liberdade; As Sufragistas; Vatel; Amistad; Em Nome da Amizade; Brilhantina; Tempos Modernos (9)

 

Filmes que não vimos tudo: A Missão; Robô & Frank (?); O Nome da Rosa(?); O Clube dos Poetas Mortos; Um Peixe Fora de Água. (5?)

 

Filmes que me traumatizaram: Linha Mortal; O Nome da Rosa; Em Nome da Amizade; A Testemunha; O Menino Selvagem. (5)

 

Filmes que já tinha visto: Tempos Modernos (1)

 

Filmes que já conhecia: A Gaiola Dourada; Cosmos: Uma Odisseia do Espaço; Grito de Revolta; Um Peixe Fora de Água; Brilhantina; Os Maias; Race: Dez Segundos de Liberdade (7?).

 

Filmes que desconhecia: The Cave; Linha Mortal; Colisão; A Missão; A Inundação da Terra; Robô & Frank; Vatel: Amistad; O Nome da Rosa; Clube dos Poetas Mortos (?); As Sufragistas; Em Nome da Amizade; Grandes Livros, Quem Semeia o Vento; A Testemunha; O Menino Selvagem; Freud, Além da Alma; Realizar o Impossível; Portugal, um Retrato Social (19?)

 

Filmes a preto e branco: O Imigrante; Tempos Modernos; O Menino Selvagem; Freud, Além da Alma (4)

 

Filmes a cor: The Cave; Linha Mortal; Colisão; A Missão; Robô & Frank; A Gaiola Dourada; A Inundação da Terra; Grito de Revolta; Vatel; Amistad; O Nome da Rosa; Clube dos Poetas Mortos; Um Peixe Fora de Água; Brilhantina; As Sufragistas; Os Maias; Em Nome da Amizade; Race: Dez Segundos de Liberdade; A Testemunha; Realizar o Impossível; Portugal um Retrato Social (21)

 

Filmes dos manuais: Linha Mortal (FIL); Colisão (FIL; ING); Robô & Frank (ING); A Gaiola Dourada (PSI)

 

Filmes mostrados por professoras substitutas de emergência ou transferidas: A Gaiola Dourada; A Inundação da Terra; Cosmos: Uma Odisseia do Espaço; Grito de Revolta; Um Peixe Fora de Água; Brilhantina.(7)

 

Filmes mostrados por professoras da escola: A Missão; Vatel; Amistad Clube dos Poetas Mortos; O Nome da Rosa; Quem Semeia o Vento; As Sufragistas; Em Nome da Amizade; Race: Dez Segundos de Liberdade; Os Tempos Modernos; A Testemunha;O Menino Selvagem. Freud, Além da Alma, Realizar o Impossível (14)  

 

Filmes vistos na sala de aula: A Gaiola Dourada; Cosmos: Uma Odisseia do Espaço; A Inundação da Terra; Frank & Robô; Grito de Revolta; Colisão; Vatel; Amistad; Um Peixe Fora de Água; Brilhantina; As Sufragistas; Grandes Livros; O Imigrante; Os Maias; O Clube dos Poetas Mortos (?); Tempos Modernos (?) (15?)

 

Filmes mostrados no auditório: The Cave(?); Linha Mortal; Colisão; O Nome da Rosa; Em Nome da Amizade; Race; 10 Segundos de Liberdade; A Testemunha (?); O Menino Selvagem (?); Freud, Além da Alma (?) Realizar o Impossível; Portugal um Retrato Social (?) (11?)

 

Filmes mostrados na biblioteca: A Missão (?) (1)

 

Filmes que não foram mostrados: O Diabo Veste Prada (1)

 

Apreciação:

 

Filmes que gostei de ver: Tempos Modernos. (1)

 

Filmes que adorei ver (do que mais gostei para o que menos gostei): As Sufragistas; Amistad; Vatel. (3)

 

Não me lembro do filme: Os Maias (1); 

 

Não me lembro de ver: Portugal antes da Democracia; Portugal, Um Retrato Social (2).

 

Classificação portuguesas dos filmes passados (IMDb)

 

T: Portugal um Retrato Social (RTP)

 

M/06: (O Navegante); Tempos Modernos

 

7+ (Netflix): Brilhantina

 

M/12: (Matrix); Colisão; A Missão; A Gaiola Dourada; Robô & Frank; Vatel; Amistad; O Nome da Rosa; O Clube dos Poetas Mortos; Um Peixe Fora de Água; (Um Barco e Nove Destinos); As Sufragistas; Os Maias; Em Nome da Amizade; Race: 10 Segundos de Liberdade; A Testemunha; O Menino Selvagem (Cinecartaz), Freud, Além da Alma, Realizar o Impossível; Cosmos: Uma Odisseia do Espaço (Disney+); (Milhões); (O Diabo Veste Prada).

 

9+: A Inundação da Terra (Disney+)

 

M/16: Grito de Revolta

 

M/18: Linha Mortal 

 

Anos dos filmes        

 

O Imigrante (1917); Tempos Modernos (1936); Freud, Além da Alma (1962); O Menino Selvagem (1970); Brilhantina (1978); A Testemunha (1985); A Missão (1986); O Nome da Rosa (1986); Clube dos Poetas Mortos (1989); Linha Mortal (1990); Grito de Revolta (1995); Amistad (1997); Vatel (2000); Colisão (2004); Um Peixe Fora de Água (2004); Em Nome da Amizade (2007); Portugal, Um Retrato Social (2007); The Cave: An Adaptation of Plato’s Allegory in Clay (2008); Grandes Livros: Amor de Perdição (2009); Quem Semeia Vento (2011); Frank & Robô (2012); Realizar o Impossível (2012); A Gaiola Dourada (2013); Cosmos: A Spacetime Odyssey (2014); Os Maias (2014); As Sufragistas (2015); Race: Dez Segundos de Liberdade (2016); A Inundação da Terra (2016)   

 

  Duração dos filmes

0h03 (The Cava: An Adaptation of Plato’s Allegory in Clay); 0h22 (O Emigrante); 1h25 (Robô & Frank); 1h85 (O Menino Selvagem); 1h87 (Tempos Modernos); 1h30 (A Gaiola Dourada); 1h36 (A Inundação da Terra); 1h40 (Brilhantina); 1h42 (A Testemunha); 1h43 (Vatel); 1h46 (Grito de Revolta); 1h46 (Suffragette); 1h46 (Realizar o Impossível); 1h52 (Colisão); 1h54 (Linha Mortal); 1h58 (Um Peixe Fora de Água); 2h04 (Em Nome da Amizada); 2h05 (A Missão); 2h08 (O Clube dos Poetas Mortos); 2h15 (10 Segundos de Liberdade); 2h19 (Os Maias: Cenas da Vida Romântica); 2h20 (Freud, Além da Alma); 2h31 (O Nome da Rosa); 2h43 (Amistad);                                         

  

 

Filmes por ano letivo:

 

10.º: seis filmes; dois documentários; uma animação

11.º: onze filmes; dois documentários; uma curta

12º: cinco filmes: dois documentários



Filmes por disciplina

 

Português: três filmes

História: quatro filmes; uma curta

Filosofia: cinco filmes; uma animação

Inglês: três filmes

Geografia: um filme; três documentários

Psicologia: dois filmes; um documentário

Sociologia: dois filmes; dois documentários

Educação física: dois filmes

Total: vinte e um filmes; seis documentários; uma curta-metragem; uma animação



Países dos filmes:

 

Estados Unidos: The Cave; An Adaptation of Plato’s Allegory; Linha Mortal; Colisão; Robô & Frank; Grito de Revolta; A Inundação da Terra; Amistad; O Clube dos Poetas Mortos; Um Peixe Fora de Água; Brilhantina; Em Nome da Amizade; Tempos Modernos; A Testemunha; Freud, Além da Alma; Realizar o Impossível; Cosmos; O Imigrante. (17)

 

Reino Unido: A Missão: Vatel; As Sufragistas (3)

França: A Gaiola Dourada; Vatel; O Nome da Rosa; Race Dez Segundos de Liberdade; O Menino Selvagem (5)

Alemanha: Colisão; Race: Dez Segundos de Liberdade (2)

Alemanha Ocidental: O Nome da Rosa (1)

Itália: O Nome da Rosa (1)

Canadá: Race: Dez Segundos de Liberdade (1)

Portugal: A Gaiola Dourada; Os Maias: Cenas da Vida Romântica; Grandes Livros: Amor de Perdição; Como era Portugal Antes da Democracia; Portugal, um Retrato Social; Quem Semeia Vento; (5)

Brazil: Os Maias: Cenas da Vida Romântica

 

Conclusão  

 

Acho que o único filme aceitável nesta seleção é o Tempos Modernos, um filme que pode ser utilizado em diversas disciplinas e que sinto que com ele pude compreender valors históricos. No entanto, tenho a dizer que fiquei muito dececionado com as disciplinas de sociologia, psicologia e principalmente filosofia, passei a odiá-las. Também não entendo porque razão as professoras não avisam que vão passar tais filmes ou eu não estava atento quando estas o fizeram.