Projetos na Comunidade

Nacional

Grupos de apoio a autistas adultos e familiares

Temos aos fins-de-semana grupos de apoio gratuitos para autistas adultos e outras neurodivergências. Os grupos de apoio funcionam em ciclos de 3 meses cada, onde cada sessão tem um tema escolhido pelos participantes.  O registo é gratuito e ocorrem aos sábados, das 17:30h às 19:00h Temos também um canal de Discord onde autistas, familiares/cuidadores e profissionais podem conversar.

Testemunhos
“Este grupo ajudou-me a descobrir que sou autista. Sinto-me cada vez mais à vontade para ser eu, estou a fazer noves amigues e finalmente tenho um espaço seguro onde não tenho a necessidade de mascarar”
“Creio que este é o melhor grupo de apoio a Autistas alguma vez criado a nível nacional, mesmo que seja pouco conhecido e gostaria que outros o conhecessem também.”

Autistic Uni

O Autistic Uni é um projeto da Associação Portuguesa Voz do Autista, co-financiado pelo INR, I.P., sobre inclusão das pessoas autistas no Ensino Superior, em parceria com a Universidade do Porto. O AutisticUni pretende compreender as necessidades dos estudantes autistas no Ensino Superior e como efetivamente ajudar.

Auticorpos

O AUTICORPOS visa, ao longo de 6 meses, criar um eBook e uma formação sobre as barreiras que obstaculizam a provisão e o acesso a serviços de saúde mental para pessoas autistas adultas em Portugal. O propósito é, além de identificar as barreiras, propor alternativas para as ultrapassar. O projeto é financiado pelo INR – Instituto Nacional de Reabilitação, e coordenado pela APVA – Associação Portuguesa Voz do Autista, e conta com a colaboração de profissionais de saúde mental.

Suspeita ser autista?

Suspeita que pode ser autista ou conhece alguém que pode ser autista, mas não sabe o que fazer a seguir?

Veja mais informações sobre as características do autismo em crianças e adultos e o que fazer se suspeitar que é autista.

 

Projeto sobre violência contra pessoas autistas

Projeto desenvolvido pela European Council of Autistic People, da qual participámos, financiado pelo Lobby Europeu das Mulheres (LEM), nas experiências de violência de pessoas autistas. Mulheres autistas têm uma probabilidade mais elevada de sofrer violência, inclusive violência doméstica, mas não existem serviços de apoio a sobreviventes que sejam acessíveis e considerem as necessidades das mulheres autistas. Também a esterilização forçada continua a ser legal em Portugal, inclusive em menores, e outras práticas violentas contra mulheres e meninas autistas, mas também homens e pessoas não binárias.

Guia independente para atendimento de qualidade a pessoas autistas

A APVA desenvolveu uma parceria com a National Autistic Taskforce (NAT) no Reino Unido para traduzir o “Guia independente para atendimento de qualidade a pessoas autistas”, desenvolvido em 2019, o primeiro guia independente e de autoria de pessoas autistas sobre o que são cuidados e apoio de boa qualidade para pessoas autistas de todas as idades e de todo o espetro. Um guia para compreender como providenciar melhores serviços e apoio para pessoas autistas..

Formações

Se estiver interessado em alguma das nossas formações (pode consultá-las abaixo), por favor contacte geral@vozdoautista.pt. Estamos disponíveis para desenvolver treinos personalizados com base nas suas necessidades.

Seletividade alimentar

Associação Portuguesa Voz do Autista, has partnered with ARFID Awareness UK to develop information on Restrictive and Avoidant Eating Disorder (TARE).

Abordagem à pessoa autista em situações de emergência

A Associação Portuguesa Voz do Autista, com o Departamento de Formação em Emergência Médica (DFEM) e o Centro de Apoio Psicológico e Intervenção em Crise (CAPIC), criaram uma formação “Abordagem à Pessoa Autista”, que está disponível na plataforma de e-learning do INEM, Aprender INEM.

Para além da formação para a plataforma, fizemos uma sessão aberta onde falámos da técnica adaptada e de alguns pontos que achamos essencial numa situação de emergência, que podem ver aqui.

Se tiverem interesse nesta formação, contactem geral@vozdoautista.pt.

Apoio à investigação participativa e consultoria

Muitos dos estudos desenvolvidos no passado foram focados na cura ou normalização do comportamento autista, na perspetiva de pessoas não autistas. Nos últimos anos, a comunidade científica começou a incluir autistas adultos e crianças no desenvolvimento de investigação participativa, para garantir que conseguimos redirecionar o apoio para o que os autistas realmente precisam.
Como tal, apoiamos estudos que tenham como foco o reconhecimento da experiência e vivência autista, apoiados no paradigma da neurodiversidade.

Desenvolvemos um Guia para o Investigador na área do Autismo  sobre algumas dicas de como incluir os autistas na sua investigação.

Roupa sensorial para adultos

Cerca de 90% dos autistas têm dificuldades com sensibilidades sensoriais e cerca de 83% têm dificuldades motoras. A sensibilidade sensorial aos estímulos do dia a dia tem um impacto psicológico, físico e social.

As roupas devem ser fáceis de vestir, confortáveis e com menos estímulos sensoriais, como etiquetas, costuras e outros que possam causar sensibilidade.

A Dear Ocean decidiu aceitar o nosso desafio e desenvolveu roupas, baseada em questionários que fizemos com autistas e seus familiares sobre as suas dificuldades com roupas.

A coleção Infinity inclui roupa sensorial e com formas fáceis de apertar e vestir.

Parcerias

Desenvolvemos parcerias com ativistas autistas internacionais e nacionais, famílias de autistas, organizações, comunidade científica e especialistas na área, para traduzir e expandir para Portugal soluções, informação e projetos internacionais que podem ajudar os autistas em Portugal. Se tiver interesse em fazer parceria connosco, envie contacte-nos para projetos@vozdoautista.pt

Sexualidade

Para os autistas, a educação sexual precisa de ser mais do que a mecânica do sexo. Deve ser sobre como flirtar, desenvolver relacionamentos saudáveis, sexo seguro, hipersensibilidades durante o sexo, consentimento e autonomia corporal. Adultos com autismo ou deficiência intelectual precisam de lugares seguros para fazerem perguntas honestas e sem vergonha. A Associação Portuguesa Voz do Autista esta agora a preparar webinars online gratuitos nos seguintes tópicos:

Consentimento, Limites pessoais em diferentes relacionamentos, Encontros e flirtar, Orientação sexual e identidade de género, Como desenvolver relacionamentos, Relacionamentos saudáveis versus abusivos, Alexitimia e identificar sentimentos e vontades, Ensinar como nos respeitarem, e como respeitar os outros, Puberdade e dinâmica social, Comportamentos inapropriados, Masturbação e autorregulação

Internacional

Afiliações

A APVA tem afiliação com a European Council of Autistic People (EUCAP) e com a Autistic Self-Advocacy Network (ASAN).

Estamos envolvidos em projetos europeus e internacionais com foco nos direitos humanos e apoio de autistas.

A APVA esta também representada na Task Force da European Network for Independent Living (ENIL) onde temos discutido necessidades e barreiras a nível europeu e nacional. 

Apoio aos autistas em situações de crise - Ucrânia

No contexto da necessidade de incluir e garantir o apoio a refugiados autistas e suas familias, vindos da Ucrânia, foi desenvolvido um ficheiro para quem trabalha em serviço comunitário e humanitário que pode ajudar. Neste ficheiro disponibilizamos alguma informação sobre o que o Autismo é, como reconhecer, como ajudar e onde podem encontrar mais informações. Para aceder ao guia “Apoiar autistas em situações de crise”, em português, desenvolvido pela EUCAP, da qual somos afiliados, e a Autisme Europe pode aceder no link ao lado.

Projeto experiências de violência contra pessoas autistas

A European Council of Autistic People, do qual somos afiliados, recebeu financiamento do European Women’s Lobby para desenvolver um projecto de 3 meses sobre violência contra pessoas autistas, em particular mulheres e raparigas autistas. Este projecto deu origem a um inquérito sobre experiências de violência em pessoas autistas, onde os resultados preliminares podem ser consultados na Ficha Informativa abaixo.

Skip to content